3. ESTRUTURA PRODUTIVA

Em 2007, de acordo com os dados do INE, a estrutura produtiva formal do concelho de Ferreira do Alentejo integrava 1296 trabalhadores distribuídos pelos três principais sectores de atividade. O sector Primário continua a afirmar-se como o mais representativo em termos do mercado de emprego com 44,4% dos trabalhadores por conta de outrem. O sector Terciário surge em segundo lugar com 41,7% e por último o sector secundário com, apenas, 13,9% dos ativos por conta de outrem (Cf. Quadro 3.1).


Quadro 3.1
Trabalhadores por conta de outrem segundo o sector de atividade em 2007

   TOTAL
Peso por sector  (%)
HM
H
M
Sector Primário
553
349
204
44,4
Sector Secundário
173
150
23
13,9
Sector Terciário
520
198
322
41,7
               Totais
1246
697
549
100,00
Fonte: Anuário Estatístico da Região Alentejo, 2008

No essencial a estrutura empresarial do concelho é composta por estabelecimentos de reduzida dimensão, possuindo a sua grande maioria (89,2%) menos de 10 pessoas ao serviço. Os estabelecimentos com mais de 50 trabalhadores representam apenas 0,5% do total (Cf. Quadro 3.2).

 
Quadro 3.2
Distribuição dos estabelecimentos por classes de dimensão

Zona  Geográfica
1-4
5-9
10-19
20-49
50-99
100-199
Mais de  199
    (%)
TOTAL
Baixo Alentejo
69.9
18.9
6.9
3.6
0.5
0.1
0.1
100.0
Ferreira do Alentejo
72.0
17.1
5.2
5.2
0.5
0.0
0.0
100.0
Fonte: Quadros de Pessoal, DEMESS.


A sub-região Baixo Alentejo apresenta uma estrutura empresarial muito semelhante à registada no concelho de Ferreira, marcada igualmente pela proliferação das micro empresas, representando 88,8% do total do tecido empresarial.

Os estabelecimentos com 10 ou mais trabalhadores e menos de 50 representam, apenas, cerca de 10% dos estabelecimentos instalados em Ferreira do Alentejo, mas assumem relevância em termos de emprego, dado que têm ao seu serviço 23.1% das pessoas ocupadas no Concelho.

 
Tabela 3.3
Trabalhadores por conta de outrem,  segundo o Escalão de Pessoal da Empresa, 2007

Zona Geográfica

Total
Escalão de Pessoal
1-9
10-19
20-49
50-99
100-249
250-499
500 e +
Baixo Alentejo
20113
7337
2309
3021
2020
1556
734
3136
Fr.ª do Alentejo
1246
529
158
130
155
253
0
21
Fonte: Anuário estatístico da Região Alentejo, 2008


Quadro 3.4
Distribuição do emprego por classes de dimensão dos estabelecimentos, 2007

Zona  Geográfica
 1-9
 10-19
 20-49
 50-99
 100-249
250-499
500  e +
TOTAL   (%)
Baixo Alentejo
36,5
11,5
15,0
10,0
7,7
3,6
15,6
100.0
Ferreira do Alentejo
42,5
12,7
10,4
12,4
20,3
0,0
1,7
100.0
Fonte: Anuário estatístico da Região Alentejo, 2008.



O mais relevante é que cerca de 42,5% do emprego existente no concelho aparece pulverizado por estabelecimentos de muito pequena dimensão. Tal pulverização também é observável no quadro sub-regional mas com menor intensidade. Deve sublinhar-se, no entanto, que esta situação melhorou nos últimos anos com uma melhor distribuição do emprego pelos vários escalões de dimensão dos estabelecimentos.

O mais relevante é que cerca de 42,5% do emprego existente no concelho aparece pulverizado por estabelecimentos de muito pequena dimensão. Tal pulverização também é observável no quadro sub-regional mas com menor intensidade.

Deve sublinhar-se, no entanto, que esta situação melhorou nos últimos anos com uma melhor distribuição do emprego pelos vários escalões de dimensão dos estabelecimentos.

De acordo com dados de 1999, a muito pequena dimensão dos estabelecimentos, surge em Ferreira do Alentejo, como a estrutura padrão para a generalidade dos sectores de atividade (Cf. Quadro 3.5).

 

Quadro 3.5
Dimensão média dos estabelecimentos por sector de actividade em Ferreira do Alentejo, 1999

               Sectores

Pessoas ao  serviço
Estabelecimentos
Dimensão  média
1. Agricultura, silvicultura, caça e pesca
528
91
6
2. Industrias extractivas
0
0
0
3. Indústrias transformadoras
99
18
6
4. Electricidade, Gás e Água
0
0
0
5. Construção e Obras Públicas
42
13
3
6. Comércio Grosso/Retalho, Resta. Hotel.
232
75
3
7. Transportes, Armazen. e Comunicações
5
3
2
8. Bancos, Seguros, ....
37
8
5
9. Serviços
35
6
6
TOTAL
978
214
5
Fonte: Quadros de Pessoal, DEMESS.


A Agricultura, silvicultura, caça e pesca e o comércio, restaurantes e hotéis são os sectores de atividade que concentram a maior proporção de estabelecimentos e de emprego do concelho. O maior destaque vai para as atividades ligadas ao primário, com 42,5% dos estabelecimentos e 54,0% do emprego do sector (Cf. Quadro 3.5)


Quadro 3.6
Distribuição dos estabelecimentos por sectores de actividade, 1993

Sectores
Ferreira do  Alentejo
Baixo Alentejo
 

           N.º

%
N.º
%
1. Agricultura, Silvicultura, Caça e Pesca
81
42.0
929
31.9
2. Indústrias Extractivas
1
0.5
8
0.3
3. Indústrias Transformadoras
17
8.8
258
8.9
3.1. Indústr. Aliment. Bebidas e Tabaco
5
2.6
106
3.6
3.3. Indústria Madeira e Cortiça
2
1.0
39
1.3
3.4. Ind. Papel, Activ. Gráf. Ed. e Public.
2
1.0
14
0.5
3.6. Ind. Produtos Minerais N. Metálicos
1
0.5
18
0.6
3.8. Fab. P. M., Maq. Equip. M. Transpor.
7
3.6
70
2.4
4. Electricidade, Gás e Água
1
0.5
14
0.5
5. Construção e Obras Públicas
8
4.1
178
6.1
6. Comércio Grosso/Ret., Rest. Hotelaria
57
29.5
1035
35.5
7. Transportes, Armaz. e Comunicações
5
2.6
50
1.7
8. Bancos, Seguros
10
5.2
135
4.6
9. Serviços Colectivos, Sociais e Pessoais
13
6.7
307
10.5
                                           TOTAL
193
100.0
2914
100.0
Fonte: Quadros de Pessoal, DEMESS.

 
Ao nível da sub-região também se observa uma maior concentração dos estabelecimentos e do emprego nos mesmos sectores, mas, neste caso, o destaque vai para o terciário comercializável.

A agricultura, silvicultura, caça e pesca e o comércio, restaurantes e hotéis concentram a grande maioria do emprego do concelho de Ferreira do Alentejo (49.7% e 17.8% respetivamente) (Cf. Quadro 3.7).

A comparação da estrutura do emprego de Ferreira do Alentejo com a do Baixo Alentejo expressa bem o carácter predominantemente agrícola do Concelho, uma vez que a taxa de ativos agrícolas de Ferreira é duas vezes superior ao peso relativo dos ativos agrícolas na sub-região (Cf. Quadro 3.7).

Esta tendência deve manter-se nos próximos anos com a duplicação da área irrigada no concelho (projeto Alqueva), a instalação de empresas agrícolas focalizadas em atividades mais intensivas (olivais de regadio, uva de mesa, citrinos, etc.) e a consequente modernização do sector.


Quadro 3.7
Estrutura do emprego no concelho de Ferreira do Alentejo  e no Baixo Alentejo, 1993

Sectores
Ferreira do Alentejo
Baixo Alentejo

           N.º

%
N.º
%
1. Agricultura, Silvicultura, Caça e Pesca
476
49.7
3672
22.1
2. Indústrias Extractivas
34
3.5
1423
8.5
3. Indústrias Transformadoras
79
8.2
1709
10.3
4. Electricidade, Gás e Água
5
0.5
245
1.5
5. Construção e Obras Públicas
44
4.6
1285
7.7
6. Comércio Grosso/Ret., Rest. Hotelaria
171
17.8
4463
26.8
7. Transportes, Armaz. e Comunicações
19
2.0
769
4.6
8. Bancos, Seguros
40
4.2
890
5.3
9. Serviços Colectivos, Sociais e Pessoais
90
9.4
2194
13.2
                                           TOTAL
958
100.0
16650
100.0
Fonte: Quadros de Pessoal, DEMESS.

Eventos

 ◄◄  ◄  ►►  ► 
JULHO 2017
Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Dom.
1
Ferreira do Alentejo
Data :  01-07-2017
2
3
4
5
6
8
Figueira dos Cavaleiros
Ferreira do Alentejo
Alfundão/Peroguarda
Data :  08-07-2017
9
10
11
12
13
17
18
19
20
21
Ferreira do Alentejo
Data :  21-07-2017
22
Ferreira do Alentejo
Alfundão/Peroguarda
Data :  22-07-2017
23
24
25
26
Ferreira do Alentejo
Data :  26-07-2017
27
Ferreira do Alentejo
Data :  27-07-2017
28
Odivelas
Ferreira do Alentejo
Data :  28-07-2017
29
Odivelas
Ferreira do Alentejo
Data :  29-07-2017
30
Odivelas
Data :  30-07-2017
31

Publicações

Redes Sociais

g youtubebutton twitter